Relato – 10k Adidas Paris

Relato – 10k Adidas Paris

Domingo foi dia de fazer uma prova que gostaria de ter feito no ano passado, mas por calendário acabou não dando certo, a 10K Adidas Paris, corrida com distância única de 10km com partida da Pont d’Iéna em frente a Torre Eiffel.

Estava com certa dor no calcanhar devido ao terreno irregular que vinha treinando, também estava meio que voltando depois de quase um mês com treinos esporádicos, pois estava aproveitando um mês sabático com bastante viagens, a corrida foi na base do fazer o que dava.

Na inscrição optei por receber o kit em casa, via correios. Chegou faltando umas duas semanas para a prova. Camiseta com número de peito e um gym sac. Gostei da camiseta, um material bom e design bonito.

Fomos a Paris no sábado, basicamente para fazer a prova. Chegamos no hotel ainda pela manhã, acertamos os horários, combinamos o café da manhã lá mesmo no primeiro horário, e o caminho de lá para a largada eram apenas poucas estações de metrô, bem fácil.

A largada foi por ondas, tinha escolhido um tempo um pouco otimista digamos, conclusão em 47 minutos, e deixei para sair na onda seguinte com tempo de conclusão previsto para 51 minutos, com a largada ocorrendo as 9:07. Meu maior foco da prova era fazer os primeiros 30 minutos mais rápido possível, que este seria meu treino para assessoria.

O início foi pontual, mesmo sendo por ondas, houve ainda uma segunda divisão, com as pessoas do lado direito da pista saindo primeiro, e, em seguida, foram o restante do lado esquerdo.

A prova era basicamente plana, com exceção de cerca de 1km entre o km 1 e 2 que peguei um pouco de subida, nada que atrapalhasse.

Além da saída de frente a Torre Eiffel, a prova por vários pontos turísticos de Paris, como o Grand Palácio, Museu Branly, Museu D’Orsay, Museu do Louvre, Palácio Garnier, Igreja de La Madaleine e termina na Praça la Condorde, boa parte do percurso na beira do rio Sena.

O dia estava bem quente, a prova aconteceu com um sol em torno de 28 graus, mesmo assim só houve um ponto de hidratação (copo e água quente), e um ponto com um vapor d’água para molhar quem gostaria de ser molhado.

No geral gostei, você não consegue observar bem todos os pontos turísticos durante a corrida pela dinâmica, e passa próximo, mas não de fato em frente… A vida na cidade segue rolando, mas é um bom passeio.

No final não deu para aproveitar muito os shows e o evento em si, já que tinha um checkout nos esperando para voltar a Lyon. O pós prova foi uma sacola de pano com a medalha, água e frutas.