Melhore a técnica com educativos

Use os exercícios educativos para aperfeiçoar sua postura e ter melhor rendimento na corrida
Por Denise Schipani

Cada um tem seu jeito de correr, mas todo corredor deve procurar aprimorar a postura, gerando economia de energia, conforto e segurança. É aí que entram os exercícios educativos, importantes para aprimorar a técnica. Eles estimulam a condição aeróbica do atleta, desenvolvem a coordenação motora e a agilidade, fortalecem a musculatura envolvida na biomecânica da corrida, estimulam a propriocepção por meio de momentos de desequilíbrio e promovem maior conscientização corporal. Com eles, é possível corrigir alguns vícios de postura, evitar lesões e render mais em treinos e provas.
Leia Mais

Musculação com orientação ajuda na corrida de rua

É cada vez mais comum encontrar nas academias corredores amadores interessados em fazer musculação com exercícios voltados para melhorar o desempenho nas provas. Os benefícios vão desde a melhora da postura, passando pelo ganho de resistência, até a prevenção de lesões. O militar Márcio Fonseca é um dos que encontrou nessa atividade um complemento para sua preparação para as corridas.

– Eu faço musculação na segunda, quarta e sexta, e terça, quinta e sábado trabalho de corrida. A musculação é focada no trabalho de fortalecimento dos músculos da perna para evitar lesões e aumentar a resistência na corrida também – afirma o militar.

Leia Mais

Entrevista com o Dr. Drauzio Varella pela Runners

Gostei de uma entrevista com o Dr. Drauzio Varella, reproduzindo a matéria aqui no blog:

Eu Corro
Drauzio Varella, 68 anos, médico
Por Julia Zanolli | Foto Renato Pizzutto

Quando eu estava prestes a completar 50 anos, um amigo me disse que naquela idade começava a decadência. Então resolvi fazer alguma coisa legal para comemorar a data e tive a ideia de fazer uma maratona. Já comecei a correr pensando nos 42 km.

Pouco tempo depois, outro amigo me passou um programa de treinos e fui seguindo como podia. No fim daquele ano, corri a Maratona de Nova York em 4h01. Isso foi em 1993, e desde então já participei dessa prova mais umas sete ou oito vezes. Também já corri em Chicago, Berlim e Joinville — meu melhor tempo é de 3h38, em 1994, em Nova York.
Leia Mais

Com o equipamento certo em mãos, é hora de o iniciante montar o treino

Preparador físico ressalta a importância de uma avaliação física criteriosa antes de mais nada e enfatiza que o atleta nunca deve ultrapassar o limite

Com todo equipamento necessário para a prática da atividade física, o próximo passo é montar um treino adequado para cada pessoa. Todos os esportes seguem, basicamente, a mesma lógica: o atleta iniciante deve começar aos poucos e nunca ultrapassar os seus limites.

O preparador físico Christiano Marques ressalta a importância de se realizar uma avaliação antes de montar a série. Em sua assessoria esportiva, são realizados testes de quatro em quatro meses, analisando os alunos de acordo com o objetivo de cada um. E é indispensável a apresentação do atestado médico.
Leia Mais

Dicas para a participação em uma Meia Maratona (21,1 km)

Você treinou e chegou o momento que tanto esperava. Agora, mais que nunca é preciso estar atento para não sair nada errado. Confira as dicas a seguir, que vão ajudá-lo a participar e finalizar com segurança o percurso dos 21,1km da Meia Maratona.

Semana da prova

Descanso: Preste atenção em sua última semana de treino, é importante que você esteja bem não somente no dia da prova, mas durante toda a semana. Procure dormir cedo. A noite mais importante de sono é a de sexta para sábado (caso a prova seja no domingo), pois na noite anterior você pode estar muito ansioso, dormir mal e levantará muito cedo. Leia Mais

Aprender a correr devagar para correr rápido

por Sérgio Rocha

Uma das primeiras coisas que ouvi do técnico Wanderlei de Oliveira quando comecei a treinar com ele foi: “Ô bacana, você precisa aprender a correr devagar para poder correr rápido”. Em nossos bate-papos durante os treinos, me disse que tinha aprendido isso ainda na época de velocista. Ele estava no exterior e quando foi treinar com corredores mais rápidos, notou que as rodagens eram sempre lentas: “Bom, se os caras são mais rápidos que eu e treinam devagar, eu preciso aprender a fazer a mesma coisa”, disse.

Mas como funciona com o Wanderlei? Em geral treinamos 6 dias por semana, sendo que dependendo da época, em 3 deles fazemos treinos de qualidade – tiros, fartleks, etc. Os outros três dias são de rodagens – lentas. Em minha primeira rodagem falei a ele: “Fiz os 10 km para 5:30 min/km”. Reposta: “Muito rápido”. Acertei as rodagens, mas confesso que fui sem confiança para a minha primeira prova sob a batuta de Oliveira, os 10 km da Track and Field do Shopping Villa Lobos. Eu me sentia sem velocidade e sem confiança. O “problema” é que fiz 45 minutos e alguma coisa – marca que há tempos eu não obtia.
Leia Mais

Treino protesto no tradicional percurso da São Silvestre #SSnaPaulista

Em defesa da manutenção da chegada da Corrida de São Silvestre na Avenida Paulista, um grupo de apaixonados por corrida realizará um Treino Protesto no tradicional percurso de 15km, na próxima 4ª feira, dia 02/11.

O horário combinado para o encontro será entre 6h30 e 6h45, na escadaria do prédio da Fundação Casper Líbero (Gazeta), na Avenida Paulista, 900. A largada está marcada para as 7h, com chegada no mesmo local.
Leia Mais

Zonas de Treinamento

Abaixo uma explicação do treinador Marcio Torres sobre as zonas de treinamento.

Zona de treinamento 1 – Recuperação ativa – 55% a 65%
Zona de treinamento 2 – Capacidade aeróbia – 66% a 75%
Zona de treinamento 3 – Potência aeróbia – 76% a 85%
Zona de treinamento 4 – Capacidade anaeróbia – 86% a 90%
Zona de treinamento 5 – Potência anaeróbia – 90% +

Zonas 1, 2 e 3: Abaixo uma explicação do treinador Marcio Torres sobre as zonas de treinamento.

Zona de treinamento 1 – Recuperação ativa – 55% a 65%
Zona de treinamento 2 – Capacidade aeróbia – 66% a 75%
Zona de treinamento 3 – Potência aeróbia – 76% a 85%
Zona de treinamento 4 – Capacidade anaeróbia – 86% a 90%
Zona de treinamento 5 – Potência anaeróbia – 90% +
Leia Mais

Corrida no inverno

Apesar de estarmos enfrentando temperaturas mais agradáveis, o **frio** não deve demorar a reaparecer. E quem corre (e quem não corre também) sabe que cidades no Sul e Sudeste do país podem ser bem frias logo pela manhã e à noite, quando muitos podem treinar. Como manter a motivação?

Algumas dicas são:

Optar pelas esteiras para manter o condicionamento físico. A corrida indoor vai seguir os mesmos princípios da rua no que diz respeito ao aquecimento e alongamento. O aumento da inclinação do aparelho pode aproximar a dificuldade da das ruas – 1% a 2% é o suficiente. Não se pode esquecer da hidratação.
Leia Mais