Relato – XIV Meia Maratona Internacional Netshoes / Corpore de São Paulo

Tempo de leitura: 3 minutos

Neste domingo foi realizada na região da USP a XIV Meia Maratona Internacional Netshoes / Corpore de São Paulo, com opções de percurso divididos em 5k ou os 21k.

O kit, que veio composto pela camiseta de boa qualidade, chip não descartável, número de peito, além de um material da Corpore, foi enviado para casa de quem fez a inscrição antecipadamente. Como deixei para fazer na última semana, não tive tal mordomia. Acabei buscando o mesmo no comando militar ao lado do ginásio do ibirapuera no sábado, por volta das 14 horas. Não havia muita gente no local, foi bem rápido. A garoa que persistia no horário não atrapalhou.

O restante do sábado foi de descanso e foco na prova de domingo. Prova que tinha em mente pegar leve em todo o percurso, já que não queria ter de abandonar a prova devido a dores.

Chega domingo, levanto as 6h de uma manhã fria de outono. Me arrumo, tomo café e rumo a região da USP.

A garoa deu as caras logo que acessei a marginal pinheiros, próximo ao local da largada. Bom, pelo menos não teria um problema: o calor. Pelo “Climatempo” a máxima de domingo seria em torno de 20 graus, durante a prova fez algo em torno de 16 a 18.

Como as ruas próximas já estavam bloqueadas, passei a entrada da Cidade Universitária e parei nas ruas próximas a ela. Pelo menos não precisei madrugar para chegar no local antes das 6h (horário de bloqueio das ruas) e ter que ficar sem o que fazer até as 7h45 (horário da largada). Fica até a dica de lembrete isso para as próximas provas na USP para não “madrugar a toa”. Rua Alvares Florence, por exemplo, logo depois de “perder” a saída da cidade universitária é uma excelente opção a 1km do portão 01, e não pega o fluxo de pessoas saindo da USP depois que encerra a corrida, causando trânsito, já que a rua esta em uma “boca” de acesso para a Marginal Pinheiros.

Saindo de casa as 6h30, cheguei na USP por volta das 7h10. Tempo para acompanhar a largada das categorias de atletas especiais e elite, enquanto me alongava.

Como nos anos anteriores, foram dadas largadas por ondas, e diferente do ano passado, o pessoal dos 5k partiu do mesmo local do que os de 21k. Ano passado, por exemplo, era em outro pórtico, na rua da raia, enquanto os 21k era próximo ao portão 01. Este ano unificaram e ambas largadas aconteceram no pórtico próximo ao portão 01.

Minha onda de largada foi para um pace de 6min/km já que não quis forçar. A primeira onda com o pessoal da “elite”, saiu as 7h30, a segunda as 7h35 e a terceira por volta das 7h40.

Tudo preparado, chega 7h40 e se inicia mais uma prova. Pegando leve pelo menos até ganhar mais confiança, mantive um ritmo constante de 6min/km até a Rua Alvarenga que dava acesso a ponte da cidade universitária, na ponte alias foi onde o pico máximo da garoa atingiu. Na Pedroso de Morais até voltar para a USP fiz um trecho de recuperação mandando um pace mais baixo, entre 4:30 e 5:30min/km. Já na USP senti a falta de rodagem, foi mais administrar até o fim.

Resultado ótimo, dentro das expectativas. Tempo de relógio finalizado em 2h08min. Como tive que dar uma parada que me levou alguns minutos no meio do percurso, o oficial deve vir em torno de 2h12. Cansaço somente muscular e de falta de rodagens mas longas, já que estava me poupando estes dias.

42195 metros, logo mas estou aí 😉

Resultado:

Meia Corpore
Meia Corpore
confirmation_number Número de Peito 4119
supervisor_account Modalidade 21k
access_time Tempo Final 02:13:57
access_time Tempo Relógio 02:08:32
hourglass_full Tempo Bruto 02:28:20
trending_up Classificação Total 2957
trending_up Classificação Faixa Etária 143
timelapse Pace Médio 06:20 min/km
timelapse Velocidade Média 09,46 km/h
folder_shared Categoria M2529

Sobre

Guarulhense, desenvolvedor de softwares e soluções web, apaixonado por corridas, fotografia, viagens e muito rock.

//www.diegoronan.com.br