Relato – Fila Night Run 2012 – Etapa São Paulo – Interlagos

Tempo de leitura: 5 minutos

Neste sábado, 13 de maio, aconteceu no autódromo de Interlagos a Fila Night Run, primeira etapa de 2012 em São Paulo. O evento, apesar de cada vez mais caro, justifica o preço com suas varias atrações, muita música, luz e animação, um clima bem gostoso para correr. Geralmente se paga mais caro para umas corridas grandes que não oferecem metade disso.

Devido ao local da retirada do Kit ( no Sonda, próximo ao shopping Bourbon na Francisco Matarazzo), deixei para retirar em cima da hora. O local em si onde funcionou a estrutura da retirada estava muito bom, com bastante espaço, mas o mercado e a região em si ficam muito a desejar. Poderia ter sido no Bourbon, como no ano passado, em um quiosque no meio do shopping, ou na própria Centauro do shopping – já que a loja patrocina o evento, mas sabe-se lá a viabilidade disso. Enfim, retirei o kit por volta das 14 horas do sábado; kit composto por camiseta, sacola (que será útil nos mercados aqui em São Paulo), Squeeze e número de peito.

Saindo do mercado, o céu apontava que seria uma corrida debaixo de muita chuva, ainda bem que ficou só na ameaça quanto a isso e foi em tempo seco e frio, na casa dos 15 graus.

Decidi ir a Interlagos de trem, devido a distância principalmente (por volta de 100km ida/volta), por isso foi basicamente chegar em casa, arrumar as coisas para correr e sair de novo.

As 17 horas, tudo preparado, rumo a Interlagos. Deixei o carro estacionado na estação Tietê do Metrô, peguei o metropolitano até a Luz pela linha Azul, segui pela linha Amarela até Pinheiros. A partir daí foi hora do trem da CPTM, via linha Esmeralda, até a estação Autódromo – trecho mais demorado, onde cheguei por volta das 19 horas. Na estação de trem já comecei a deparar com varias pessoas uniformizadas da corrida, foi basicamente um “siga o grupo” até o autódromo.

Chegando no autódromo, entrei pelo portão que seria o da arquibancada setor G na F1, atravessei a pista e rumei até a estrutura do evento, guarda volumes, palco, tendas, etc. No caminho já tinha dado para notar que a corrida seria num breu danado, também não se poderia esperar muita iluminação em um autódromo, já que geralmente não ocorre corridas a noite, e esperar mais luzes também encareceria um pouco mais as inscrições, já que teria que ser usados mais pontos geradores de luz pelo caminho, mas nada que na minha opinião tenha afetado a prova. No caminho para a estrutura passamos por pontos que seriam também os da corrida em si, nesses pontos já deu para notar aquelas características de circuito oval, uma grande inclinação nos pontos de curva, principalmente no trecho “externo” ao circuito. Seria algo comparada as curvas de um circuito oval, comentarei mais disso a frente.

No local do guarda volumes, foi só tirar a roupa que estava por cima da que ia correr, colocar na mala e entregar tudo, já era quase 19h30min e era basicamente trotar e alongar até dar a largada.

Assim que cheguei no local principal do evento (palco, tendas e área da largada), deram o aviso que devido aos inúmeros carros que chegavam a largada sofreria um atraso de 20 minutos. Não achei ruim pois tinha acabado de chegar, apesar de estar preparado para sair mesmo as 20hrs. Foi basicamente manter o aquecimento até o novo horário, até as 20h20min, onde iria se posicionar no pelotão verde no meu caso e partir.

As 20h20min, apesar de ainda muita gente estar chegando, ainda dentro dos carros, é iniciada a corrida, ao som de muita música. Não sei se alguém tropeçou no tapete da largada mas conseguiram dar uma bela atrapalhada logo no início, fazendo com que os corredores passassem “aos conta gotas” praticamente pelo tapete para que ninguém se acidente.

Para nós que corremos os 10K, o percurso seria basicamente duas voltas no percurso do autódromo, sendo que a segunda volta, pelo menos metade seria em outro trecho, apesar de paralelo, diferente em grande parte.

A prova começou com bastante descida, até começar a contornar a área externa do autódromo, neste ponto começa a “ladeira”. Se fosse para a parte alta da pista – pegava menos fluxo de pessoas – porém era o trecho mais alto a curva, que forçaria mais o joelho devido a grande inclinação, pelo menos isso foi só nos primeiros 2km de prova, onde estava o primeiro ponto de hidratação. Continuando, o percurso seguiu pelo começo do S do Senna, rumando sentido horário do autódromo (as corridas de carros acontecem no sentido anti horário). Uma experiência gostosa e bem diferente de se fazer! seguindo pela corrida, o próximo passo seria pegar a descida (da subida para os boxes) e continuar o trajeto pela pista até ao local da arena chegar, alternando entre descidas e subidas. Quando terminei a primeira volta e olhei o local que largamos, ainda havia gente saindo, os atrasados que comentei anteriormente, que estavam ainda no carro, possivelmente.

O que diferiu a primeira da segunda volta foi o traçado que desta vez saia da área da arena, direto para a pista pela reta oposta – sem subida desta vez – até a entrada dos boxes (na primeira volta fizemos o trajeto pela área externa). Porém pegava um trecho forte de subida dos boxes (paralela ao S do Senna), cruzava a reta até a entrada dos boxes, a partir daí o trajeto foi o mesmo dos primeiros 5k.

Pontos de hidratação, sem nada o que reclamar, um a cada 2km, na maioria com água gelada, excelente, sem o que reclamar.

Terminei a corrida em em 56 minutos, talvez conseguiria um 55 ou 54 se não tivesse pego tanto fluxo principalmente no começo, mas valeu a pena.

Terminada a corrida, subi até o local do guarda volumes, peguei minhas coisas para trocar a roupa molhada. La mesmo descobri que a tradicional atração surpresa da Fila foi o show do RPM. Tempo para esperar meu amigo terminar a corrida dele, acompanhar parte do show e bater umas fotos com o celular. Gostei do serviço da Fila de enviar uma mensagem de texto para quem tem o celular cadastrado para evitar trechos congestionados da cidade para chegar ao local.

Por volta das 22h40min saí do autódromo, rumo para casa. Trajeto de volta foi um pouco mais rápido, levou cerca de 1h15 para chegar em casa. Trajeto inverso: Autódromo – Pinheiros – Luz – Tietê. Quando estava na linha Azul alias, cerca de 2 horas após o termino da corrida, recebi o SMS com o resultado oficial da corrida: 00:56:36.

A próxima é a corrida da Tribuna FM de Santos, hotel ja reservado, é só descer e curtir mais uma corrida 🙂

Resultado:

Fila Night Run 2012
Fila Night Run 2012
confirmation_number Número de Peito 7978
supervisor_account Modalidade 10K
access_time Tempo Final 00:56:35
hourglass_full Tempo Bruto 00:58:55
trending_up Classificação Total 1277
trending_up Classificação Faixa Etária 238
trending_up Classificação por Sexo 1161
timelapse Pace Médio 05:39 min/km
timelapse Velocidade Média 10,60 km/h
folder_shared Categoria M2529

Sobre

Guarulhense, desenvolvedor de softwares e soluções web, apaixonado por corridas, fotografia, viagens e muito rock.

//www.diegoronan.com.br