Relato – Corrida de São Silvestre 2011

Tempo de leitura: 5 minutos

Neste sábado aconteceu a tradicional corrida de São Silvestre, corrida que fecha o ano de atividades esportivas em São Paulo.

São Silvestre
São Silvestre

Esta foi a primeira edição da corrida depois da mudança de percurso – mudança péssima por sinal.

A retirada do kit ocorreu no ginásio do Ibirapuera, na quarta / quinta / sexta que antecederam a corrida. Deixei para ir na quinta por volta das 18h30min; não enfrentei filas e fiz a retirada rapidamente.

No sábado, dia da corrida e último dia do ano, fiz um almoço comum as 13 horas e as 15 horas, fui com meu tio, Mario, e meu amigo, Leonardo, para a corrida.

Pelo fato da corrida começar em um ponto e terminar em outro, e, como disse o “dono” da São Silvestre para quem iria de carro ou embora do evento: *”Isso não é problema meu” (sic)*, optei por ir de metrô, ja que teria que estacionar o carro próximo a chegada, no Ibirapuera, e sofrer certo desgaste andando uns 3km até a largada, em subida íngreme; fora que para ir embora pegaria certo trânsito pela quantidade de gente no local.

São Silvestre
São Silvestre

Chegamos na Paulista por volta das 16 horas, tempo bem fechado mas sem chuva até então, somente um tempo abafado.

Faltando 30 minutos para a largada, aqueço, faço o alongamento e aguardo em uma entrada próxima a largada.

Chega as 17h30min, começa a prova, e a chuva. Tive que abandonar a idéia neste momento de correr com fone, que não é a prova d’água, e guardar com o celular em uma sacola plastica no bolso. O que pude fazer foi dar o start no endomondo no celular e guardar no bolso. Não teria um controle perfeito de tempo no GPS, mas uma base já está de bom tamanho.

Assim que consigo me “infiltrar” no pelotão geral, é só alegria. Muito gostoso correr sob chuva, naquela festa com vários corredores de vários lugares do Brasil e muita gente acompanhando a prova, mesmo de baixo de chuva.

Falando da corrida em si, assim que saiu da “festa de aparecer na Globo” que durou praticamente até a Consolação, seguimos em direção ao Pacaembu, sob sofre chuva. Encontrei meu amigo (Leonardo) que tinha perdido na largada na descida da Major Natanael. Com piso molhado devido a chuva, estava com medo de escorregar na decida, só deu uma tranquilidade quando chegou na av. Pacaembu, momento que a chuva também deu uma trégua.

Aqui vai uma critica: Na av. Pacaembu havia sinalizações do primeiro ponto de hidratação, 2º Km de prova, e cadê? Só havia do km 4 para frente. Pisada feia na bola.

São Silvestre
São Silvestre

Consegui conduzir a prova até a subida da Brigadeiro, meio cansado pelas subidas que jogaram a FC ao máximo, mas conseguindo administrar. Durante todo o trajeto o que se via era gente assistindo a prova, incentivando, enfim, bem diferente de todas provas que tinha participado até então.

Na subida da Brigadeiro, recomeça a chuva, agora mais forte. Devido a frequência se manter na casa dos 189, resolvi caminhar um pouco para baixar para os 170 e continuar, isso deu um gás para que continuasse até o final.

Passando o cruzamento com a Paulista, pegamos agora a forte descida da Brigadeiro (antes subida no percurso antigo), alívio, mas perigoso depois de subir tanto, sempre tomando cuidado para não arrebentar. Conduzi até o fim os últimos 2 ou 3km sem maiores dificuldades.

Assim que chegamos o que fazem: jogam todos os corredores que vão retirar a medalha literalmente na lama. Chuva e milhares de pessoas enchendo o pé de barro no fim da corrida não foi uma coisa legal, fora que para retirar o kit fizeram dar uma longa caminhada no barro. Se que acham dinheiro mais importante que satisfação do cliente, paciência. Na Paulista não teria acontecido isso, e também não precisaria andar mais alguns Kms de volta para o Metrô. O que se via era gente desesperada pedindo carona para voltar, taxistas ignorando pedidos de parada, já que todo mundo estava molhado, falta de ônibus fazendo trajeto levando o pessoal para alguma estação de Metrô e um trânsito infernal na região.

Tentei encontrar meu tio e amigo para ir embora, mas devido a forte chuva tive que entrar dentro do parque do Ibirapuera para conseguir telefonar. Acabei não encontrando ninguém, indo em direção a um portão fechado e ainda ter que voltar até o principal para sair do parque; mais 2Km andando de graça. Tirando o detalhe de voltar pela contra mão do percurso mais 3km, debaixo de água.

Consegui ver na subida da Brigadeiro (agora indo para casa) a “escolta” das ambulâncias para com o último colocado da prova e a galera indo embora incentivando com aplausos. Que importa é cruzar a chegada, não importa como e em que posição 🙂

Cheguei em casa por volta das 21 horas, tempo suficiente para tomar um banho, jantar e fechar o ano com chave de ouro, assistindo a virada na Paulista.

Espero que quando voltar a correr a São Silvestre, pensem mais nos consumidores do que no dinheiro que vão ganhar. Que mudem o percurso, mas que terminem num local onde não aconteça uma coisa bizarra como foi esse lamaçal e falta de transporte público com deslocamento rápido (Metrô de preferência). Alias, levem de volta isso para a Paulista, em nome do bom senso.

Quem sabe daqui 2 anos volto a participar, ou não. Foi uma corrida bacana, gostosa de participar, mas ficará difícil se continuar assim. Não é reclamação isolada, passei do lado de muita gente que criticou essas alterações e o que foi a prova.

Seria interessante também pelo número de participantes, largadas por ondas, como acontece em grandes maratonas, divididas pelo ritmo de cada atleta.

Quanto ao tempo, estimo ter feito minha estréia nos 15k em torno de 1h40min. Percebi que estou precisando fazer treinos em subidas, focar mais nisso neste ano que inicia 😉

Logo mais lanço um balanço do ano nas corridas deste ano.

Que venham as meia maratonas, creio que já consiga encarar. Consegui terminar bem os 15k, sem chegar a exaustão :).

Resultado:

Corrida de São Silvestre 2011
Corrida de São Silvestre 2011
confirmation_number Número de Peito 10390
supervisor_account Modalidade 15K
access_time Tempo Final 01:40:42
hourglass_full Tempo Bruto 01:44:40
trending_up Classificação Total 10318
trending_up Classificação Faixa Etária 947
timelapse Pace Médio 06:43 min/km
timelapse Velocidade Média 08,94 km/h
folder_shared Categoria M2529

Sobre

Guarulhense, desenvolvedor de softwares e soluções web, apaixonado por corridas, fotografia, viagens e muito rock.

http://www.diegoronan.com.br