Relato – 90ª Corrida Internacional de São Silvestre 2014

Tempo de leitura: 2 minutos

Nesta quarta, último dia de 2014, mais de trinta mil corredores inscritos e outros tantos “pipocas” fizeram a festa nas ruas de São Paulo na São Silvestre, fechando o ano em uma das corridas mais tradicionais da cidade.

A retirada do kit se deu nos quatro dias anteriores ao dia da prova, na região do Ginásio do Ibirapuera, feita de forma rápida, retirei no penúltimo dia ainda pela manhã, antes do trabalho. O kit veio composto por camiseta, chip descartável, número de peito e os tradicionais materiais de merchandising.

Partindo de treino zero desde sexta feira, prevendo o grande desgaste da prova, foi basicamente esperar para o dia.

A quarta amanheceu com tempo aberto, com muito calor desde cedo. Acabei acordando por volta das 7h30min, saindo pouco antes das 8 de casa, rumo a Paulista. Nos anos anteriores fui até a região de metrô; desta vez fui de carro, deixando estacionado em um dos estacionamentos paralelos a Av. Paulista (depois de girar bastante pelas ruas, em vão, atrás de vaga para estacionamento), sendo uma melhor logistica para sair e evitar o guarda-volumes.

Chegando na Paulista em cima da hora (junto com o momento da largada), fiz um alongamento básico e simbora fechar o ano.

Novidade bem agradável da largada: As duas pistas liberadas para os corredores partirem, sanando de vez o tumulto que era para acessar pista única da paulista para largar, mesmo com a outra em desuso.

Como nas demais edições, caminhando até o pórtico de largada e a partir daí alternando entre trote e corrida até o fim da prova, não foi uma prova que objetivei fazer tempo em momento algum.

O pior ponto que julgo da prova deste ano foi o primeiro ponto de hidratação: Viemos de duas pistas na Av. Pacaembu, para uma só na direção do Memorial da América Latina onde travou tudo. Ninguém passava, todos querendo água (ainda mais pelo forte calor); o pessoal insistia em ficar no primeiro ponto de distribuição, e os demais com água de sobra. Este trecho tirou pelo menos cinco minutos do tempo final, sem contar a quebra de rítimo que acabou com a prova. Muita gente revoltada com a situação acabou cortando este trecho da corrida, fazendo 14k em vez dos 15k da prova, e passaram desapercebidos pela organização, ja que não tinha nenhum tapete para verificar passagem no trecho tesourado.

Água quente não adianta nem mais reclamar, que é outra “tradição” desta prova.

O restante da prova foi cadenciar o rítimo, subir a Brigadeiro sem tanto desespero para não precisar caminhar e fechar mais uma prova e o ano de forma “tranquila”.

Na minha opinião, este ano teve menos gente fantasiada e menos público acompanhando a corrida nas ruas.

Agora é se preparar para a maratona do RJ! Um feliz 2015 a todos!

Resultado:

São Silvestre
São Silvestre
confirmation_number Número de Peito 16498
supervisor_account Modalidade 15k
access_time Tempo Final 01:54:18
hourglass_full Tempo Bruto 02:09:13
trending_up Classificação Total 13137
trending_up Classificação Faixa Etária 1000
timelapse Pace Médio 07:37 min/km
timelapse Velocidade Média 07,87 km/h
folder_shared Categoria M2529
help_outline Outras Informações Garmin

Sobre

Guarulhense, desenvolvedor de softwares e soluções web, apaixonado por corridas, fotografia, viagens e muito rock.

//www.diegoronan.com.br