Relato – 1ª Record na Rua

Tempo de leitura: 2 minutos

Neste domingo, 17 de novembro, foi realizada mais uma edição do troféu Zumbi dos Palmares, agora na edição número 12. Contando com a presença de cinco mil pessoas, vez foi realizada com o nome “Record na rua”, no já tradicional percurso no entorno do parque Ibirapuera, dividido entre caminhantes para a distancia de pouco mais de 3k ou corrida 10k, com transmissão da prova pela Rede Record de televisão.

A retirada dos kits se deu nas lojas da O2, uma das patrocinadoras, em três pontos da cidade: Pompéia, Mooca ou Moema. Por facilidade de acesso minha escolha foi a unidade de Moema. Fui no sábado, dia 16, por volta do meio dia e foi bem tranquilo. Kit veio contendo toalha, squeeze, número de peito, chip de cronometragem e camiseta. Camiseta de qualidade boa, porém com um numero abusivo de logomarcas que sujam muito a camiseta, praticamente correr com um outdoor.

A torcida pela virada do tempo da certo e domingo amanhece com tempo frio e chuvoso, na casa dos 19 graus, depois de um sábado beirando os 36.

Acordei por volta das 6h, café tomado e parti para o local da largada, próximo a Assembléia Legislativa, por volta das 6h30.

Até ai tudo dentro da normalidade, quando cerca de 1km depois de ter saído de casa meu carro simplesmente “apaga”. Só pensei na hora “pronto, não fui viajar por causa da prova e não vou conseguir fazer por causa do carro”.

Na base do desespero consegui, com ajuda, a manobrar o carro e deixa-lo em uma vaga de estacionamento e literalmente correr até um ponto de taxi com um único objetivo: chegar no ibirapuera. Era isso ou desistir da prova. Nessas horas para ajudar não encontrei um taxi no ponto, por sorte havia um passando na região, vazio. Parei e rumo ao ibirapuera e 90 reais a menos no bolso.

Cheguei na Assembléia Legislativa exatamente as 7h30, junto com o início da corrida. Já havia perdido a largada mesmo, então restou deixar uma camiseta (que ficaria no carro) no guarda volumes, fazer aquele alongamento sem vergonha e iniciar mais uma prova quase 10 minutos depois do start do cronometro.

Fui em um rítimo relativamente forte, corrida de recuperação, durante todo o percurso. A chuva mais forte apareceu por volta do km 6 de prova, apesar do frio, muito bom depois de um dia tão quente quanto foi o sábado.

Pontos de hidratação havia o suficiente, em torno de cinco em todo o percurso, e boa parte com água gelada. Parabéns a Corpore neste ponto!

Finalizei a corrida em 52 minutos, o mesmo tempo do ano passado, entre os meus melhores tempos em uma 10k. Molhado e com frio, o problema foi a volta, de ônibus / metrô para demorar um pouco mais, mas pelo menos mais uma prova concluída, mantendo o 0 abandono e 0 desistências.

Resultado:

Record na Rua
Record na Rua
confirmation_number Número de Peito 1380
supervisor_account Modalidade 10k
access_time Tempo Final 00:52:22
hourglass_full Tempo Bruto 01:01:10
trending_up Classificação Total 738
trending_up Classificação Faixa Etária 44
timelapse Pace Médio 05:14 min/km
timelapse Velocidade Média 11,60 km/h
folder_shared Categoria M2529
help_outline Outras Informações Garmin

Sobre

Guarulhense, desenvolvedor de softwares e soluções web, apaixonado por corridas, fotografia, viagens e muito rock.

//www.diegoronan.com.br