Neste domingo foi realizada Mizuno Half-Matathon, contando com a presença de sete mil corredores nesta manhã de domingo.

Diferente do ano passado que contou somente com a distância de 21K, este ano a corrida foi dividida entre as distâncias tem 21k e 10,5k, sendo que a de 10,5 feita em dupla, onde ambos atletas largaram juntos, e o total se daria pela soma do tempo e distancia percorrida.

A retirada dos kits se deu no os três dias que antecederam a corrida, no prédio da WTorre, próximo ao local que fora realizada a prova.

A Mizuno está tentando fazer algo similar a Golden Four da Asics. A corrida com distância única de 21k, e a feira com palestras que antecedem corrida. Quem ganha com isto somos nós, com um evento de ares de padrão internacional, coisa que falta no país, se tratando de grandes corridas de rua.

Retirei meu kit no sábado por volta do meio dia. Havia um pouco de fila para a retirada, e achei o local um pouco pequeno, mas nada comprometedor. Quanto ao kit, este que veio contendo camiseta, número de peito, chip de cronometragem e carboidrato em gel. Aproveitei e assisti a palestra a respeito de nutrição para corrida.

Domingo amanheceu com tempo aberto, com sol. Acordei por volta das 5h30, tomei café (pão sovado), me aprontei e fui para a região onde fora realizada corrida, chegando na região pouco antes das 6h30.

Meia Maratona SP

Parei carro próximo a antiga Funchal e fui para o local largada, na Marginal Pinheiros, em frente a Avenida JK.

Deixei para alongar próximo as tendas das equipes, em frente ao shopping. A largada estava marcado para 7:10, mas atrasou cerca de 15 minutos, pois o acesso dos corredores a área da largada passava bem em frente a linha de partida, e como todos sempre atrasam, acabou atrapalhando.

Achei muito tumulto também nos acessos das entradas nos pelotões. Eu por exemplo só consegui entrar em um dos blocos cerca de 15 minutos depois início da prova.

A corrida basicamente aconteceu na Marginal Pinheiros, saindo de frente da avenida JK, partindo em direção à cidade universitária, fazendo o retorno na Ponte Eusébio Matoso, voltando até a Ponte Transamérica, e lá, com um novo retorno até avenida JK.

Pontos de hidratação o suficiente - em média um a cada dois km, embora não tenha pego nenhum com água gelada; houve também dois pontos de distribuição de isotônico, um ponto de distribuição de esponja, e um ponto de distribuição de gel.

Por ser uma reta só, sem subidas e descidas, ajudou a manter uma boa velocidade média, me dando a melhor marca até aqui em meias maratonas: 1h54min.

Foi um treino interessante para a Maratona do RJ, planilha da maratona aliás me ajudando bastante nas meias.

A próxima é no Rio! Até lá!

Resultado:

Maratona Meia SP

  • Número de Peito: 1814
  • Tempo Final:  01:54:50
  • Categoria:  M3034
  • Modalidade:  21k
  • Tempo Bruto: 02:04:21
  • Classificação Total: 1709
  • Pace Médio: 05:25 min/km
  • Velocidade Média Total: 11,10 km/h
  • Informações Gerais: Garmin

Cerca de 19.000 atletas estiveram presentes hoje no entorno do Ibirapuera, para realizar a XXI Maratona Internacional de São Paulo, em uma manhã de tempo agradável na capital.

A retirada do kit se deu no Ginásio do Ibirapuera nos dias 14, 15 e 16. Fui no dia 14 logo após o trabalho; sem filas a retirada foi rápida. O local contou com a feira da maratona com stands dos patrocinadores e demais empresas que apoiaram corrida. O Kit veio contendo camiseta, número de peito, chip descartável além dos materiais de merchandising.

O sábado pré prova foi de alimentação a base de carboidratos tanto no almoço quanto na janta além de muito descanso.

Domingo amanheceu nublado, com temperatura agradável, na casa dos 15°C. Levantei as seis, comi um pão sovado, indo para o local da largada, no Ibirapuera - em frente ao Obelisco - às 6h30. Chegando as 7h no local, foi tempo de chegar na área de largada, alongar e aquecer.

Me posicionei no setor verde e aguardei a largada, que foi pontualmente às 7h30. Estava com certo receio por não ter treinado direito, principalmente os longos que comecei na segunda quinzena de março - dois meses antes da corrida, não conseguindo ainda fazer alguns por falta de tempo.

Maratona SP

Sabendo o que me aguardaria logo mais, por volta do quilômetro 30, fui em ritmo forte, de meia maratona, desde o início tentando manter um pace na casa dos 5:30min/km para compensar o tempo que gastaria andando logo mais.

Consegui manter este ritmo até o km 19 quando o cansaço começou bater - próximo da entrada da Cidade Universitária. A partir daí foi alternar entre corrida e caminhada até o final. Senti a falta dos longos no quilômetro 32 com um incômodo nos músculos adutores, que meio que obrigava a andar em momentos críticos. Chega a ser curioso a quantidade de gente quebrada nestes quilômetros finais, tem trecho que só se vê gente andando.

Não deixei passar nenhum ponto de hidratação batido. Água na maioria gelada, em todos. A batata foi dado no km 27 e laranja por volta do km 35. Dois pontos de Gatorade, um no km 13 e um segundo no 32 também ajudaram bastante.

Consegui baixar meu tempo em 20 minutos, comparando com minha primeira participação em maratonas, fechando na casa das 4h41.

Foi um belo longo para a maratona do RJ, antes tem uma meia (da Mizuno) pelo caminho, nos vemos nela.

Resultado:

Maratona SP

  • Número de Peito: 3021
  • Tempo Final:  04:40:37
  • Categoria:  M3034
  • Modalidade:  42k
  • Tempo Bruto: 04:48:22
  • Classificação Total: 1800
  • Classificação por Faixa Etária: 289
  • Pace Médio: 06:40 min/km
  • Velocidade Média Total: 09,00 km/h
  • Informações Gerais: Garmin

Neste domingo ocorreu a 16ª edição de meia maratona de São Paulo, com organização da Corpore, contando com a presença de 5 mil corredores divididos entre as distancias de 5k e 21k, correndo pelas ruas da cidade universitária em mais uma manhã fria de outono na capital.

A retirada dos kits dessa vez se deu no Shopping Lar Center, na Decathlon. Foram disponibilizados para a retirada dois dias: 10 e 11 de abril. Deixei para o sábado pela manhã, por volta das 11 horas. Não havia muita gente no local, quase sem filas e kit em mãos em menos de cinco minutos. O kit veio bem mais simples em comparação com o ano passado: camiseta, número de peito e sacola. O chip desta vez teve que ser retirado no dia, momentos antes do inicio da prova.

Sábado no pré prova foi para organizar a Setlist da Meia Maratona, de última hora, e estrear o Spotify nesse quesito; além de confirmar o local e horário de largada e chegada (que não sei de onde tirei que seria do Jockey Clube).

Domingo amanhece, e surpresa: 6:30 e eu acordando; programei o relógio para despertar mas não ativei. Me troquei e engoli um café da manhã - pão sovado, puro - em 10 minutos e voei para a USP.

O objetivo da prova inicialmente era rodar 3km como aquecimento e iniciar a corrida, completando 24km como um treino para a Maratona de São Paulo, plano obviamente abortado.

Como de praxe em provas na USP, deixei para guardar o carro no mesmo local de provas anteriores: Rua Alvares Florence e imediações. Cheguei neste local em torno da 7h, indo até o pórtico de largada, a 1km de onde estacionei, no trote, aquecendo.

Retirei o chip com o cronometro oficial marcando 15 minutos de prova, o final do pelotão estaria a pelo menos 10 minutos de vantagem para mim. Como não tinha nada a perder mesmo, aloguei, preparei a setlist e iniciei a prova depois de quase 20 minutos da largada.

Fiz a prova em um ritimo constante que julguei confortável: entre 5 e 6min/km, o frio pode ter ajudado, mas sei la, esperava me desgastar bem mais do que foi a prova, e aguentei muito bem.

Alcancei o final do pelotão no contorno do Jockey para a volta em direção a Cidade Universitária, por volta do km 4 da prova, e uma massa maior por volta do km 6.

Daí para frente foi só manter a pegada, ficar martelando postura, respiração e troca de pace na cabeça até o fim da prova. Um detalhe que deu um ânimo extra, foi que o km 5 estava completo em 27 minutos e o km 10 em 56 minutos, sub 2 na área - e sem compromisso?!

O percurso estava diferente do inicialmente divulgado no hotsite, com bem mais voltas dentro da USP do que inicialmente divulgado, mas nada que atrapalhasse, embora não goste do clima “parado” da cidade universitária.

Pontos de hidratação, a cada dois ou três quilometros, sem o que reclamar. Peguei água em todos, e todos com água gelada. Havia de diferente um ponto de disribuição de banana, na altura do Parque Villa Lobos, na metade da prova.

E por fim consegui, não parei ou andei em nenhum ponto mesmo com uma pegada relativamente forte para que estou acostumado e finalizei os 21km em 1h58min.

Sub 2 =)

Por fim foi retirar a medalha e fazer os kms que faltaram no treino para a Maratona, que ocorre já no mês que vêm; próximo relato.

Resultado:

Meia Corpore

  • Número de Peito: 5065
  • Tempo Final:  01:58:26
  • Categoria:  M2529
  • Modalidade:  21k
  • Tempo Bruto: 02:19:49
  • Classificação Total: 2634
  • Classificação por Faixa Etária:  305
  • Pace Médio:  05:34 min/km
  • Velocidade Média Total: 10,80 km/h
  • Informações Gerais: Garmin

Neste primeiro dia do mês de março foi realizada mais uma edição da Meia Maratona Internacional de São Paulo, contando com os percursos de 21k e 5k.

A retirada dos kits se deu na sexta e sábado - pouco antes do evento - no ginásio do Ibirapuera, como nos anos anteriores. Retirei no sábado por volta das 9:30. Local bem vazio, sem filas, proporcionou uma retirada bem rápida. A composição do kit não mudou: camiseta, número de peito, chip descartável, materiais de merchandising. O local também contou com uma feira, mas achei bem pequena, poucos expositores. Neste ponto a Golden Four Asics da um banho.

São Paulo amanheceu com o dia nublado, porém o sol se fez presente durante toda a prova.

Noite bem mal dormida, praticamente cochilei umas três horas e as 5 da manhã já estava de pé me preparando para a corrida. Café da manhã da vez foi pão sovado.

Sai de casa rumo a praça Charles Muller, Pacaembu, local da largada, por volta das 5h50.

Carro estacionado nas imediações, tempo de sobra para alongar e sair para mais uma prova, que iniciara as 7h em ponto.

Com um percurso totalmente novo, passando por vários trechos da São Silvestre, e outros trechos novos que não costumamos correr em SP, tornou a corrida bem interessante, apesar da altimetria ter ficado um pouco mais pesada.

Pontos de hidratação a cada 2km, com água gelada, e um ponto de Gatorade por volta do Km 13-14, sem o que reclamar.

Por fim objetivo cumprido: manti um pace alto - as vezes me pegava na casa dos 5:20min/km e desacelerava - pois não corria para tempo, mas usei como um treino “com medalha” para a Maratona de São Paulo. Feita também experiência consumindo dois gels GU, um no km 10 e o segundo no km 17, não senti uma queda de rendimento, creio que tenha sido bom.

That’s it! Mês que vêm tem a da Corpore, enquanto isso que venha as rodagens longas :)

Resultado:

São Silvestre

  • Número de Peito: 10259
  • Tempo Final: 02:12:52
  • Categoria: M3034
  • Modalidade: 21k
  • Tempo Bruto: ND
  • Classificação Total: ND
  • Classificação por faixa etária: ND
  • Pace Médio: 6:27 min/km
  • Velocidade Média Total: 9,80 km/h
  • Informações Gerais: Garmin

Este domingo foi dia da tradicional corrida que homenageia mais um aniversário da capital, o Troféu Cidade de São Paulo, contando com as distancias de 10K ou 6,3K.

Esta foi uma das primeiras corridas que participei na minha trajetória, como geralmente cai de semana (e geralmente é um dia útil para mim), acabo ficando sem participar; desta vez deu.

Retirada dos kits de deu no Carrefour da Pamplona, no dia anterior a prova. Retirada bem rápida, sem filas. Kit que veio contendo camiseta, numero de peito, chip e os materiais de merchandising.

O restante do sábado não descansei, tempo todo em pé, indo dormir tarde, desgaste físico grande, previa certo sofrimento na prova da manhã seguinte.

Domingo amanheceu frio, porém com Sol. Acordei as 6h da manhã, saindo de casa as 6h30, chegando no local por volta das 7h20 da manhã.

Alogamento feito e 7h30 começa a corrida, saindo de frente do Obelisco em direção a Rubem Berta, retornando 3km depois pela mesma avenida até o km 6, complentando o percurso em um pedaço da República do Líbano.

Pontos de hidratação nota 10! Todos com água a vontade e gelada, e um a cada dois quilometros percorridos. Apesar do Sol persistir durante toda a prova, o termômetro não passou dos 21 graus nesta manhã, consideremos frio para a época.

Resultado:

São Silvestre

  • Número de Peito: 1069
  • Tempo Final: 00:56:20
  • Categoria: M3034
  • Modalidade: 10k «««< HEAD
  • Tempo Bruto: 01:05:26
  • Classificação Total: 1532
  • Classificação por faixa etária: 216

  • Tempo Bruto: 01:05:16
  • Classificação Total: 1526
  • Classificação por faixa etária: 214

    12e9681b3f74218df87986fa99c2cb89db91a0aa

  • Pace Médio: 5:33 min/km
  • Velocidade Média Total: 10,80 km/h
  • Informações Gerais: Garmin